Tecendo diálogos

Formação continuada e experiências didáticas

Autores

  • Milton Melo dos REIS FILHO
  • Sheila NUNES DA SILVA

Resumo

Os trabalhos dos professores da rede pública municipal de Manaus publicados na revista Mutações, parceria entre UFAM/DDPM/SEMED, são frutos da III Socialização das Práticas Formativas, uma ação de formação que faz parte do Programa de Formação Permanente dos Profissionais da Educação da Divisão de Desenvolvimento Profissional do Magistério – DDPM/SEMED. Portanto, uma das metas deste setor é fomentar a produção científica dos profissionais da educação municipal, com vistas a reflexão e ressignificação das práticas docentes.
A Socialização das Práticas Formativas tem feito parte do cotidiano das ações de formação da DDPM desde 2015, mas somente a partir de 2016 temos conseguido, através desta parceria, publicar os trabalhos dos professores e formadores. Para isso, temos nos debruçado para estreitar os diálogo e a articulação entre as estratégias de formação continuada desenvolvidas na DDPM, constituída pela Gerência de Formação Continuada – GFC e pela Gerência de Tecnologia Educacional – GTE. Para isso, essencialmente, trabalhamos duas estratégias de formação denominadas de: formação em polo (movimento em que os professores se deslocam para algum polo de formação, seja ele na DDPM, numa escola ou em qualquer outro lugar que comporte um quantitativo significativo de professores) e formação em serviço (movimento em que os professores formadores se deslocam para uma determinada escola, a fim de realizar uma formação in loco). Nesse sentido, durante os encontros de formação continuada, seja nas formações em polo, seja nas formações em serviço, os professores das escolas municipais são orientados a construir projetos que estabeleçam mudanças no cotidiano de suas salas de aula, promovendo, assim, cada vez mais significado ao processo de
ensino e aprendizagem. Esses projetos, sob a orientação dos professores formadores, são apresentados/compartilhados na Socialização das Práticas Formativas da DDPM/SEMED, realizada ao final de cada ano.
Chegar nesse momento de, mais uma vez, ver a publicação dos professores da rede pública municipal de ensino na revista Mutações é ter consciência de que o percurso formativo deve ser realizado em colaboração, principalmente colaboração de saberes, de experiências, de vivências, fundamentais para a ressignificação do fazer e do ser docentes.

Arquivos adicionais

Publicado

2019-04-15

Como Citar

REIS FILHO, M. M. dos, & NUNES DA SILVA, S. (2019). Tecendo diálogos: Formação continuada e experiências didáticas. Revista Eletrônica Mutações, 9(16), 210–413. Recuperado de //www.periodicos.ufam.edu.br/index.php/relem/article/view/5415

Edição

Seção

BIBLIOTECA VIRTUAL