Análise literária de Dois Irmãos, de Milton Hatoum

a busca pela identidade e o conflito familiar

Autores

  • Isaías dos Santos

Resumo

Este artigo é consequência de uma análise sobre identidade e conflitos familiares presente na obra “Dois Irmãos” de Milton Hatoum, que gira em torno de aspectos implicadores na procura do narrador personagem Nael na tentativa de descobrir quem é seu pai entre os irmãos Yaqub e Omar. A obra versa sobre litígios familiares e identitários da origem do narrador e da própria cidade que é cenário: Manaus, Capital do Estado do Amazonas. Mostra as influências multiculturais que contribuíram para o que hoje representa aquela metrópole. Tais influências se deram, sobretudo, pelos diversos acontecimentos históricos ocorridos no período de 1910 a 1960 — ocasião em que se desenvolve a narrativa — sendo estes a 2ª Guerra Mundial, o Ciclo da Borracha, a Ditadura Militar e a implantação da Zona Franca de Manaus que contribuíram para sua modernização. Diante disso, a narrativa literária se apresenta contemporânea por expor Manaus e seus processos históricos referentes a uma época. Foi objetivo mostrar como esse processo de imigração contribuiu para a riqueza cultural da Amazônia Brasileira, pautando numa análise de conteúdo Bardin (2009). Para fundamentação teórica utilizou autores como Bachelard (2012), Stuart Hall (2015), Borges (2010) e Candido (2010).

Downloads

Publicado

2022-05-27

Como Citar

dos Santos, I. (2022). Análise literária de Dois Irmãos, de Milton Hatoum: a busca pela identidade e o conflito familiar. Revista Eletrônica Mutações, 14(22), 112–125. Recuperado de //www.periodicos.ufam.edu.br/index.php/relem/article/view/10655