LEGIÃO URBANA: A POESIA NA MÚSICA DE RENATO RUSSO

Autores

  • Maria Yonar Marinho dos Santos Universidade Federal do Amazonas - UFAM

Resumo

O presente estudo aborda as convergências e dissonâncias entre letra de música e poesia nas letras da banda de rock brasiliense Legião Urbana, através de seu vocalista e compositor, Renato Manfredini Jr. ou, simplesmente, Renato Russoii, como ficou conhecido. Nascido em 27 de março de 1960, no Rio de Janeiro, ele vivenciou reflexos do golpe militar de 1964, o exílio aos artistas brasileiros após o AI-5iii e, devido à infância em Nova York, pode trazer ao rock nacional influências mais comportadas do punk, derivadas hoje como pós-punk, revelando a música de bandas como Joy Division, The Smiths e Sex Pistols nas letras de Geração Coca-Cola e Que País é este, não esquecendo o nosso Tropicalismo e o folk de Bob Dilan em Faroste Caboclo, uma mimese da outrora e aclamada Domingo no Parque de Gilberto Gil. A rica utilização de metáforas na abordagem política contemporânea, o retorno a religiosidade através de versos bíblicos e a alusão a poetas consagrados como Rimbault e Charles Baudelaire, são algumas das características que nos despertam o olhar para a sensibilidade daquilo que sugere emoções por meio da linguagem e a partir desse aspecto, corroborá-la poesia.

Biografia do Autor

Maria Yonar Marinho dos Santos, Universidade Federal do Amazonas - UFAM

Aluna do PPGL – UFAM – Mestrado em Estudos Literários.

Downloads

Como Citar

Santos, M. Y. M. dos. (2014). LEGIÃO URBANA: A POESIA NA MÚSICA DE RENATO RUSSO. Revista Decifrar, 2(3), 54. Recuperado de https://www.periodicos.ufam.edu.br/index.php/Decifrar/article/view/1037

Edição

Seção

ARTIGOS (DOSSIÊ)