LUTA CORPORAL INDÍGENA

CONTRIBUIÇÕES À BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR (BNCC)

Autores

  • Leandro Santos UFAM
  • Fátima M. Flôres de Vargas
  • Michel Justamand
  • Michel Justamand

Resumo

A Luta Corporal Indígena praticada na região do Alto Xingu – Brasil Central costuma ser evidenciada pela mídia em geral. Todavia, ainda é depreendida superficialmente, seja pelo senso comum ou pela escrita dita científica em algumas áreas do conhecimento. Não obstante, a Lei nº 11.645/2008 ressalta a obrigatoriedade da temática “História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena” no currículo oficial das escolas públicas. Nessa seara, o Ministério da Educação (MEC) homologou em 2017 sua Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e apresentou informes considerando essa lei. Dentre eles, constam as lutas corporais indígenas como conteúdo da Educação Básica. Nessa direção, este trabalho evidenciará informações basilares sobre essas práticas de modo a contribuir para o estabelecimento e sustentáculo de aulas considerando as lutas corporais indígenas na BNCC.

 

Palavras chave: Luta Corporal Indígena, Huka-Huka, Base Nacional Comum Curricular, BNCC.

Downloads

Publicado

2021-10-26

Edição

Seção

Artigos