A determinação da vitamina C em aulas práticas no processo de ensino-aprendizagem para alunos do 2º ano do ensino médio

Autores

  • Alessandra Souza Almeida Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Campus Coari, Coari – AM
  • Marizete Santos Pereira Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Campus Coari, Coari – AM
  • Thalita Thaila Oliveira Silva Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Campus Coari, Coari – AM
  • Cristiana Rodrigues Nunes Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Campus Coari, Coari – AM
  • Lucas Martins Almeida Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Campus Coari, Coari – AM
  • Klenicy Kazumy de Lima Yamaguchi Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Campus Coari, Coari – AM

Resumo

As dificuldades da aplicação de conteúdos para os alunos do Ensino Médio são várias, principalmente relacionadas às disciplinas de Química e Biologia.  Em muitas ocasiões, essa barreira ocorre devido a pouca conexão que os discentes fazem com o seu cotidiano. As aulas práticas vêm apresentar o elo da teoria com a aplicação prática, facilitando a essência dessas disciplinas. Dessa forma, esse trabalho teve como objetivo determinar o teor de vitamina C em sucos de frutas regionais para aplicação de conteúdos de química, como solubilidade e reações, além de apresentar os benefícios de sucos naturais em comparação com sucos industrializados e refrigerantes. Buscou-se assim utilizar experimentos de química como ferramenta de valorização dos produtos amazônicos e como alerta para o cuidado na saúde. Foi realizado no Instituto de Saúde e Biotecnologia (UFAM) Campus Coari, Amazonas, Brasil durante uma visita técnica com uma turma de 41 alunos do Instituto Federal do Amazonas. Inicialmente foi aplicado um questionário e realizado a exposição teórica dos conceitos químicos de grupos funcionais. Em seguida, foi apresentado a importância da vitamina C e os benefícios do consumo de frutas para o organismo. Posteriormente, foi realizada a prática da detecção da vitamina C com o auxílio de reações com iodo nos seguintes sucos: manga, jenipapo, laranja, acerola, goiaba e açaí. Além dos sucos naturais, foram testados refrigerantes de guaraná e sucos industrializados. Após, foi aplicado o questionário para análise dos resultados. Foram aplicadas 3 questões no questionário inicial. Os alunos disseram que só 76% deles já tiveram aulas prática em algumas disciplinas, 90% dos alunos falaram que sabem em quais frutos podem encontrar a presença da vitamina C e 88% dos alunos disseram que sabem os benefícios que a vitamina C tem para o organismo. No pós-questionário, foram feitas 5 perguntas e 85% dos alunos disseram que sabiam que os frutos amazônicos apresentavam vitamina C e 84 % deles disseram que os frutos que eles mais consomem que tem maior percentual de vitamina C é a acerola. 67% dos alunos tomam sucos naturais de frutos regionais de 1 à 3 vezes na semana. Sobre a aula prática, 92% dos alunos disseram que a aula pratica facilitou o reconhecimento da vitamina C e 98% dos alunos disseram que a aula prática facilitou a assimilação dos conteúdos que havia sido visto na aula teórica. Esse trabalho contribuiu para a aprendizagem dos alunos, expondo-lhes que as disciplina de Biologia e Química são muito interessantes. Além disso, houve um incentivo a valorização dos frutos regionais amazônicos, sobre os quais os alunos puderam acompanhar a interação da teoria e da prática de forma mais sólida, contribuindo com o processo de aprendizagem.

Downloads

Publicado

2019-06-01

Como Citar

ALMEIDA, A. S.; PEREIRA, M. S.; SILVA, T. T. O.; NUNES, C. R.; ALMEIDA, L. M.; YAMAGUCHI, K. K. de L. A determinação da vitamina C em aulas práticas no processo de ensino-aprendizagem para alunos do 2º ano do ensino médio. Revista Ensino, Saúde e Biotecnologia da Amazônia, [S. l.], v. 1, n. especial, 2019. Disponível em: //www.periodicos.ufam.edu.br/index.php/resbam/article/view/5572. Acesso em: 27 jan. 2023.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 5 > >>