REPRESENTAÇÕES DE MATERNIDADE/PATERNIDADE EM MATERIAIS DIDÁTICOS CONTEMPORÂNEOS: UM ESTUDO A PARTIR DAS QUESTÕES DE GÊNERO

  • Tatiane Nascimento de Borba Universidade Luterana do Brasil- ULBRA
  • Bianca Salazar Guizzo Universidade Luterana do Brasil- ULBRA

Resumo

O presente artigo tem como principal propósito analisar as representações de maternidade e paternidade acionadas a partir de um conjunto de material didático utilizado na rede municipal de educação de Porto Alegre/RS. Este material diz respeito às Histórias em Quadrinhos (HQ), distribuídas a alunos e alunas vinculados/as aos Anos Finais do Ensino Fundamental, as quais fazem parte do Projeto Galera Curtição. As HQs constituem-se em artefatos pedagógicos potentes para interpelar e constituir identidades jovens em função das linguagens (visuais e verbais) de que se valem, ensinando aos sujeitos uma série de lições sobre como ser e como agir na contemporaneidade. Tomando como referencial teórico os Estudos Culturais e os Estudos de Gênero pós-estruturalistas, as análises centraram-se na problematização dos modos como a maternidade e a paternidade são representadas. Os resultados apontaram que há a predominância de uma linguagem normativa a qual convoca, impõe e ensina o lugar a ser ocupado por mulheres e homens em decorrência da maternidade/paternidade.

 

Palavras-chave: Gênero, Histórias em quadrinhos, Maternidade, Paternidade.

Biografia do Autor

Tatiane Nascimento de Borba , Universidade Luterana do Brasil- ULBRA

Doutoranda e Mestra em Educação pala Universidade Luterana do Brasil- ULBRA. Professora da rede de ensino do município de Novo Hamburgo/RS.

Bianca Salazar Guizzo, Universidade Luterana do Brasil- ULBRA

Doutora e Mestre em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul- UFRGS. Pós Doutora em Ciências da Educação pela Universidade de Bolonha/Itália. Professora e pesquisadora na ULBRA

Publicado
2020-05-29