UMA PROPOSTA DIDÁCTICA PARA ENSINAR ADIÇÃO E SUBTRAÇÃO USANDO A ETNOMATEMÁTICA (ANGOLA)

  • Gracieth Matilde Ngueve Manuel Instituto Superior de Ciências de Educação do Cuanza Sul (ISCED) - Sumbe da Universidade Katyavala Bwila (UKB), Angola
  • Mônica de Cássia Siqueira Martines Universidade Federal do Triângulo Mineiro - Brasil (UFTM)

Resumo

Este trabalho é parte da dissertação de mestrado da primeira autora sob orientação da segunda, o qual tem como objectivo divulgar o material elaborado para ensinar contagem e as operações da adição e subtração usando a língua Umbundu aos alunos da 1ª classe. A pesquisa se classifica como qualitativa, uma vez que destacamos os aspectos da realidade que não podem ser quantificados. A metodologia utilizada foi a etnográfica. Fizemos um estudo com um grupo de crianças residentes no Bairro Sassonde 1 e Bairro do Dango localizados na cidade do Huambo, Angola, e, por meio de uma observação participante, investigamos a possibilidade de usar a cultura local, brincadeiras e jogos, para ensinar Matemática. Como fundamentação teórica recorremos à Etnomatemática baseando-se na cultura local. Essencialmente, nos baseamos nas definições de D`Ambrosio para a implementação das actividades em referências com rigor nesta classe, podendo contribuir para um aprendizado efectivo. Quanto a aplicabilidade das actividades, esta não foi possível, devido à pandemia de Covid-19 que assola o mundo e, em particular, Angola. Contudo realizamos um minicurso, em modo remoto, com professores e estudantes de Licenciatura em Matemática da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM), Brasil, e, constatamos que por serem actividades relacionadas com o dia-a-dia e com a cultura local, podem configurar-se como de fácil aplicação, com possibilidades de aprendizagem das operações básicas pelos alunos da 1ª classe.

Palavras-chave: Adição e subtração, Etnomatemática, Jogos e brincadeiras, Umbundu.

Biografia do Autor

Gracieth Matilde Ngueve Manuel, Instituto Superior de Ciências de Educação do Cuanza Sul (ISCED) - Sumbe da Universidade Katyavala Bwila (UKB), Angola

Docente da disciplina de Matemática no Complexo Escolar do Bom-pastor Cacilhas. Mestranda em Ciências de Educação na Especialidade de Ensino de Matemática pelo Instituto Superior de Ciências de Educação do Cuanza Sul (ISCED) - Sumbe da Universidade Katyavala Bwila (UKB), Angola.

Mônica de Cássia Siqueira Martines, Universidade Federal do Triângulo Mineiro - Brasil (UFTM)

Professora Doutora da Universidade Federal do Triângulo Mineiro - Brasil (UFTM).

Publicado
2021-07-01