REPENSANDO A APRENDIZAGEM DAS REACÇÕES QUÍMICA NA 8ª CLASSE: PRESSUPOSTOS E PERSPECTIVAS

  • Alegre Cadeado Universidade Licungo – Moçambique
  • Emilia Afonso Nhalevilo Universidade Púngue - Moçambique

Resumo

Este artigo é baseado em uma dissertação para obtenção do grau de Mestre, intitulado " Repensar a aprendizagem reacções químicas no grau 8: Pressupostos e Perspectivas " O objectivo da investigação era Propor metodologias e materiais instrucionais para que Ensino das Reacções Química seja contextualizado e significativo para os alunos nas Escolas Secundárias da cidade de Quelimane. Quelimane é uma cidade pequena na província de Zambezia, em Moçambique. A pesquisa tomou como ponto de partida o uso excessivo de métodos expositivos no ensino observadas durante a prática de supervisão feito pelo pesquisador em algumas escolas de Quelimane. Além do uso excessivo de métodos expositivos, o pesquisador observou também que as maiorias dos exemplos dados em sala de aula relacionada à reacção química não faziam parte do contexto local. Como exemplo disto, alguns alunos numa das aulas assistidas durante o estágio pedagógico na da escola secundária de Quelimane, sobre as reacções químicas, se perguntavam: “…porque estudámos as reacções químicas? O que isto nos serve?” E comentavam “…se tudo que aprendemos aconteceu a muito tempo, ou acontece em Países desenvolvidose não podemos fazer ou ver alguma coisa porque não temos laboratórios…”. Estes relatos mostram o estado de espírito de alguns alunos da 8ª classe desta escola. A principal pergunta da pesquisa foi: Que metodologias e materiais didácticos que levem em conta o contexto local pode ser utilizado no ensino reacção química na 8 ª classe nas escolas de Quelimane? Derivado do objectivo geral, os seguintes objectivos específicos foram declarados: (i) identificar formas alternativas para ensinar reacção química, (ii) desenvolver materiais didácticos disponíveis localmente para ensinar as reacções químicas e (iii) avaliar o impacto dos materiais instrucionais propostas. Três teorias principais constituem a estrutura básica para esta pesquisa: (i) a teoria construtivista, com base em argumento de Bruner que a aprendizagem é um processo activo, onde o aluno filtra e transforma a informação recebida e que o aprendizado está relacionado ao contexto e da experiência pessoal, (ii) aprendizagem baseada em teorias como Bransford sacia que a aprendizagem começa com um problema e (iii) Teoria da flexibilidade cognitiva como afirma Spiro, Feltovitch e Coulson, segundo a qual as actividades de aprendizagem que envolvem diferentes representações do conteúdo. Estas teorias constituíram a base para a elaboração do material didáctico proposto, assim como a estratégia metodológica adoptada, durante a fase de testagem do material na escola em causa. A metodologia de pesquisa escolhida foi a pesquisa-acção exploratória qualitativa. Os instrumentos de colecta de dados utilizados foram observação, actividades pedagógicas e pós testes. Os itens escolhidos para observação foram as actividades dos estudantes e intervenção em actividades pedagógicas na sala. Foram organizados em três momentos: em primeiro lugar, houve uma discussão em grupo com os professores em torno do tema da contextualização. A discussão abrangeu questões sobre definição de contextualização, as vantagens e o que isso significa para as aulas de química. O pesquisador colocou algumas questões durante a discussão, a fim de instigar a discussão, em segundo momento, foi de cerca de sugestões sobre como contextualização poderia ser implementado no contexto local em Quelimane. Após as discussões sete grupos foram formados para actividades a serem realizadas no terceiro momento, o terceiro momento foi actividade prática na construção de materiais didácticos para a contextualização pelos sete grupos, cada grupo com um tema indicado relacionado a reacções químicas. Quando os materiais didácticos foram produzidos todos os sete grupos se reuniram e avaliaram os materiais produzidos, dando pontos de acordo com um guia de avaliação, dada pelo pesquisador. Estes três momentos ocorreram durante dois meses (julho e agosto de 2012). Dezoito professores de nove escolas participaram da pesquisa. Os testes para avaliar o desempenho dos alunos foram feitas após algumas aulas de ensino com os materiais produzidos. As observações mostraram que o método de ensino usado na maior parte era expositiva e que os alunos tiveram actividade mínima. As actividades pedagógicas resultaram na construção de vários materiais didácticos que foram posteriormente usados. Após a aplicação dos materiais construídos um teste foram administrados aos alunos e da percentagem dos alunos com desempenho superior a 60 % foram de 89,5 %. Este resultado é mais elevado do que o desempenho normal naquela escola. Também foi observado que a participação alunos era superior , e que o seu nível de motivação também foi maior.

Palavras-chave: Aprendizagem, motivação, Didáctica.

Biografia do Autor

Alegre Cadeado , Universidade Licungo – Moçambique

Docente do Curso de Química, Universidade Licungo – Moçambique

Emilia Afonso Nhalevilo , Universidade Púngue - Moçambique

Reitora da Universidade Púngue - Moçambique

Publicado
2020-05-29