Avaliação Parasitológica da Água Utilizada para Consumo em Escolas Públicas de Coari, Amazonas, Brasil

Parasitological Evaluation of Drinking Water in Public Schools in Coari, Amazonas, Brazil

Autores

  • Pedro José Leite de Almeida Mendonça Universidade Federal do Ceará
  • Bruno Pinho Mineiro Gonçalves Universidade Federal do Amazonas
  • José Dobles Dias dos Reis Júnior Universidade Federal do Amazonas
  • Carlos Ramon Nascimento Brito UFRN

Palavras-chave:

Parasitos, Análise parasitológica, Veiculação hídrica

Resumo

Introdução: A água potável é essencial para a vida humana e a sua qualidade é uma grande preocupação pública, tanto para os consumidores quanto para os fornecedores e autoridades públicas, visto que, uma vez contaminada, se torna um meio de veiculação de microrganismos patogênicos, colocando em risco a saúde dos indivíduos que a utilizam. O objetivo deste estudo foi analisar a qualidade parasitológica da água utilizada para consumo humano em escolas públicas da cidade de Coari, AM. Métodos: Um total de 180 amostras de água provenientes de 10 escolas públicas municipais foi analisado, sendo 90 amostras provenientes diretamente da caixa e 90 dos bebedouros. As amostras foram coletadas mensalmente durante o período de agosto/2018 a julho/2019, excetuando-se os meses de janeiro e fevereiro. Para análise, foram utilizados os métodos de sedimentação espontânea e centrífugo-flutuação em sulfato de zinco, com algumas adaptações para análise de água. Resultados: A presença de formas parasitárias foi evidenciada em duas das 180 amostras, correspondendo a 1,1% do total. Os parasitos intestinais encontrados foram cistos dos protozoários Giardia sp. e Entamoeba coli. As duas amostras positivas foram provenientes diretamente da caixa d’água. Conclusão: A prevalência de parasitos intestinais em amostras de água utilizadas para consumo humano em escolas públicas de Coari foi baixa, e os protozoários foram identificados no período de cheia. Novas pesquisas envolvendo a qualidade de água de consumo do ponto de vista parasitológico devem ser realizadas, como forma de conhecer a prevalência dos parasitos e alertar para esse importante meio de contaminação.

Referências

ALVES, J. R.; MACEDO, H. W.; RAMOS, A. N.; FERREIRA, L. F.; GONÇALVES, M. L. C.; ARAÚJO, A. Intestinal parasite infections in a semiarid area of Northeast Brazil: preliminary findings differ from expected prevalence rates. Caderno de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 19, n. 2, p. 667–70, 2003.

BOIA, M. N.; MOTTA, L. P. da.; SALAZAR, M. D.; MUTIS, M.P.; COUTINHO, R. B.; COURA, J. R. Cross-sectional study of intestinal parasites and Chagas disease in the Municipality of Novo Airão, State of Amazonas, Brazil. Caderno de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 15, n. 3, p. 497–504, 1999.

CARNEIRO, L. C. Estudo Parasitológico em caixas d’água e torneiras residenciais na cidade de Morrinhos-Go. Vita et Sanitas, Góias, vol. 3, n. 1, p. 110-21, 2009.

DUBREUIL, V.; FANTE, K. P.; PLANCHON, O.; NETO, J. L. S. Os tipos de climas anuais no Brasil : uma aplicação da classificação de Köppen de 1961 a 2015. Confins, v. 35, n. 37, p. 0-22, 2018.

EFSTRATIOU, A; ONGERTH, J; KARANIS, P. Waterborne transmission of protozoan parasites: Review of worldwide outbreaks a An update 2011-2016. Water Research, Amsterdã, v. 114, p. 14-22, 2017.

FAUST, E. C.; TOBIE, J.; THOMEN, L. F.; SAWITZ, W.; D’ANTONI, J. S.; PERES, C.; WALKER, H.; ODOM, V.; MILLER, M. J. A Critical Study of Clinical Laboratory Technics for the Diagnosis of Protozoan Cysts and Helminth Eggs in Feces. American Journal of Tropical Medicine and Hygiene, v. s1-18, n. 2, p. 169-83, 1938.

HOFFMAN, W.; PONS, J.; JANER, J. The sedimentation-concentration method in Schistosomiasis mansoni. The Puerto Rico Journal of Public Health Tropical Medicine, Bethesda, v. 9, p. 283-91, 1934.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo 2010. Rio de Janeiro: IBGE, 2012. Disponível em: <https://censo2010.ibge.gov.br/>. Acesso em: 3 de agosto de 2020.

INMET - Instituto Nacional de Meteorologia. Brasília: INMET, 2020. Página inicial. Disponível em: <http://www.inmet.gov.br/portal/index.php?r=home/page&page=rede_estacoes_auto_graf>. Acesso em: 3 de agosto de 2020.

MELO, F.T.A.; SAMPAIO, M.G.V. Anemia ferropriva associada a infecções parasitárias. Anais da 2ª Mostra de Biomedicina da Unicatólica, 2017.

OMAROVA, A.; TUSSUPOVA, K.; BERNDTSSON, R.; KALISHEV, M.; SHARAPATOVA, K. Protozoan parasites in drinking water: A system approach for improved water, sanitation and hygiene in developing countries. International journal of environmental research and public health, v. 15, n. 3, p. 495, 2018.

POTGIETER, N.; KARAMBWE, S.; MUDAU, L. S.; BARNARD, T.; TRAORE, A. Human enteric pathogens in eight Rivers used as rural household drinking water sources in the northern region of South Africa. International journal of environmental research and public health, v. 17, n. 6, p. 2079, 2020.

RAZZOLINI, M. T. P.; SANTOS, T. F. D. S.; BASTOS, V. K. Detection of Giardia and Cryptosporidium cysts/oocysts in watersheds and drinking water sources in Brazil urban areas. Journal of Water and Health, London, v. 8, n. 2, p. 399-404, 2010.

RICHARD, R. L.; ITHOI, I.; MAJID, M. A. A.; SULAIMAN, W. Y. W.; TAN, T. C.; NISSAPATORN, V.; LIM, Y. A. L. Monitoring of Waterborne Parasites in Two Drinking Water Treatment Plants: A Study in Sarawak, Malaysia. International Journal Environmental Research and Public Health, Basel, v. 13, n. 7, p. 641, 2016.

ROSADO-GARCÍA, F. M.; GUERRERO-FLÓREZ, M.; KARANIS, G.; HINOJOSA, M. D. C.; KARANIS, P. Water-borne protozoa parasites: The Latin American perspective. International Journal Hygiene Environmental Health, Amsterdã, v. 220, n. 5, p. 783-98 2017.

SILVA, E. A. F.; SILVA, L. A.; OLIVEIRA, N. G.; AZEVEDO, T. F. de.; MANHANI, M. N. Análise parasitológica da água de abastecimento do município de Nova Serrana - MG. Conexão Ciência, v. 12, n. 2, p. 31-6, 2017.

SILVA, J. B. DA.; PIVA, C.; FALAVIGNA-GUILHERME A. L.; ROSSONI, D. F.; ORNELAS, M. J. T. de. Spatial distribution and enteroparasite contamination in peridomiciliar soil and water in the Apucaraninha Indigenous Land, southern Brazil. Environmental Monitoring and Assessment, v. 188, n. 4, p. 1-11, 2016.

SOUZA, J. R. de; MORAES, M. E. B. de; SONODA, S. L; SANTOS, H. C. R. G. A Importância da Qualidade da Água e os seus Múltiplos Usos: Caso Rio Almada, Sul da Bahia, Brasil. REDE - Revista Eletrônica do Prodema, Fortaleza, v. 8, n. 1, p. 26-45, 2014.

TIYO, R.; SOUZA, C. Z. de.; NISHI, L.; BRUSTOLIN, C. F.; RATTI, B. A.; GUILHERME, A. L. F. Água de diferentes fontes utilizadas na irrigação de hortaliças comercializadas: Pesquisa de Cryptosporidium spp., Giardia spp., e coliformes, Paraná, Brasil. Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo, São Paulo, v. 57, n. 4, p. 333-6, 2015.

TUCCI, C. E. M. Águas urbanas. Estudos Avançados, São Paulo, v. 22, n. 63, p. 97-112, 2008.

WHO – World Health Organization. Drinking-water. Geneva: World Health Organization, 2019. Disponível em: < https://www.who.int/news-room/fact-sheets/detail/drinking-water>. Acesso em: 3 de agosto de 2020.

WHO – World Health Organization. Guidelines for Drinking-water Quality: First addendum to the Fourth Edition. Geneva: World Health Organization, 2017. 137 p. Disponível em: <https://www.who.int/publications/i/item/9789241549950>. Acesso em: 03 de agosto de 2020.

ZAHEDI A.; MONIS P.; DEERE D.; RYAN U. Wastewater-based epidemiology—surveillance and early detection of waterborne pathogens with a focus on SARS-CoV-2, Cryptosporidium and Giardia. Parasitology research, p. 1-22, 2021.

Downloads

Publicado

2021-08-24

Como Citar

LEITE DE ALMEIDA MENDONÇA, P. J. .; MINEIRO GONÇALVES, B. P. .; DIAS DOS REIS JÚNIOR, J. D. .; BRITO, C. R. N. Avaliação Parasitológica da Água Utilizada para Consumo em Escolas Públicas de Coari, Amazonas, Brasil: Parasitological Evaluation of Drinking Water in Public Schools in Coari, Amazonas, Brazil. Revista Ensino, Saúde e Biotecnologia da Amazônia, [S. l.], v. 3, n. 1, p. 46–54, 2021. Disponível em: //www.periodicos.ufam.edu.br/index.php/resbam/article/view/8997. Acesso em: 2 out. 2022.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)