HPV: EDUCAR É PROTEGER”: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA DO PROGRAMA DE ATIVIDADE CURRICULAR E EXTENSÃO

Autores

  • Giovana do Rosário D’Angelo Universidade Federal do Amazonas - UFAM
  • Antônio Vinícius Soares de Souza Universidade Federal do Amazonas - UFAM
  • Brenda Beatriz Brito de Souza Universidade Federal do Amazonas - UFAM
  • Daiana da Silva de Almeida Centro Universitário Fametro
  • Letícia Cristina Falcão Pinheiro dangelogi03@gmail.com
  • Kathelen Anne Sudo Memória Centro Universitário Fametro
  • Lorena Marçal Nacif Universidade Federal do Amazonas - UFAM
  • Jerusa Araújo Quintão Arantes Farias Universidade Federal do Amazonas - UFAM

Palavras-chave:

Educação sexual, Atividade extensionista, Infecções sexualmente transmissíveis, Atividades lúdicas

Resumo

Dado aos índices alarmantes de incidência de câncer de colo de útero no Estado do Amazonas, faz-se necessário orientar e educar os jovens da região sobre sua epidemiologia e relação com a infecção pelo papiloma vírus (HPV). Neste cenário, a escola mostra-se um local propício para a implementação de projetos e atividades em prol da promoção da saúde. Assim, nosso projeto de extensão teve por objetivo apresentar e discutir com os alunos o papiloma vírus humano: o que é, como é transmitido e as medidas profiláticas. A atividade foi realizada em duas turmas de 2o ano do curso técnico em Química do Instituto Federal do Amazonas – Campus Centro (IFAM), de modo que, em cada turma, os alunos foram divididos em equipes. Foi aplicado um jogo previamente à apresentação oral condizente com o tema para verificar o conhecimento prévio dos alunos a respeito do HPV. Participar da organização dessa atividade mostrou que a execução de um trabalho tanto entre os organizadores, ao longo do desenvolvimento do projeto, quanto a interação com os alunos são fatores que tornaram o processo de aprendizagem algo extremamente dinâmico e resultou no grande interesse dos alunos ao longo da realização da atividade. A participação de uma equipe de estudantes de cursos da área da saúde e de instituições diferentes permitiu construir uma atividade mais diversificada e colaborativa. Em ambas as turmas pôde ser percebida a intensa comunicação e cooperatividade dos estudantes ao longo dos jogos executados, o que demonstra que a conscientização pode ser feita de forma lúdica e, assim, de maneira efetiva.

Downloads

Publicado

2021-06-23

Como Citar

D’ANGELO, G. do R.; DE SOUZA, A. V. S.; DE SOUZA, B. B. B.; DE ALMEIDA, D. da S.; PINHEIRO, L. C. F.; MEMÓRIA, K. A. S.; NACIF, L. M.; FARIAS, J. A. Q. A. HPV: EDUCAR É PROTEGER”: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA DO PROGRAMA DE ATIVIDADE CURRICULAR E EXTENSÃO. Revista Ensino, Saúde e Biotecnologia da Amazônia, [S. l.], v. 3, n. esp., p. 11, 2021. Disponível em: //www.periodicos.ufam.edu.br/index.php/resbam/article/view/8691. Acesso em: 9 dez. 2022.