Propostas de Estudo de Caso com Fake Science para aulas de Química

Autores

DOI:

https://doi.org/10.52894/CECi.2763-6623.v3.n1.e202302

Palavras-chave:

Fake News; Método ensino; Ensino de Química

Resumo

A preocupação com a adoção de métodos, estratégias, abordagens e metodologias de ensino que privilegiem o papel do estudante no processo de aprendizagem vem ganhando destaque nas pesquisas e propostas curriculares no Brasil. Neste contexto o método de Estudo de Caso (EC) ganha adeptos para proposição de atividades para as aulas de Ciências e Química. Neste artigo trazemos duas propostas para EC para aulas de Química, a partir do caso das Fakes Sciences. A proposição contempla a ideia de problematizar e discutir elementos de informações falsas sobre Ciências, em que conhecimentos químicos fazem parte. Utilizar uma Fake Science como elemento de construção do caso é uma forma possível para que os estudantes estudem Química por meio de um problema do mundo real. O EC é uma perspectiva que prioriza a ação dos estudantes para discussão de um determinado tema. É uma prática pedagógica pautada pelo método ativo de aprendizagem, no qual os estudantes podem ser provocados e estimulados à uma reflexão crítica de situações que permeiam a sociedade contemporânea. Assim, Fakes Sciences e EC podem ser uma boa combinação para aulas de Química.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

CUNHA, M. A. Química “mal dita” em Fake Science. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, v. 12, n. 6, p. 1 - 25, 29, out/dez. 2021.

https://doi.org/10.26843/rencima.v12n6a09. Disponível em: https://revistapos.cruzeirodosul.edu.br/index.php/rencima/article/view/321. Acesso em 28 mar. 2022.

CUNHA, M. B.; CHANG, V. R. J. Fake Science: uma análise de vídeos divulgados sobre a pandemia. Amazônia: Revista de Educação em Ciências e Matemáticas. v. 17, n. 38, p.139 – 152. 2021, Disponível em: https://periodicos.ufpa.br/index.php/revistaamazonia/article/view/10166. Acesso em 22 mar. 2022.

CUNHA, M. B.; ROSA, B. T. G. Fake Science: proposta de análise. Góndola, Enseñanza y Aprendizaje de las Ciencias. v. 17, n. 3(septiembre - diciembre, 2022), p. 520-538, 2022. DOI: https://doi.org/10.14483/23464712.18098. Disponível em: http://revistas.udistrital.edu.co:8080/index.php/GDLA/article/view/18098/18494. Acesso: 14 jul. 2023.

MORI, L.; CUNHA, M. B. Problematização: possibilidades para o Ensino de Química. Revista Química nova escola, v. 42, n. 2, p. 176 – 185, 2020. http://dx.doi.org/10.21577/0104-8899.20160197. Disponível em: http://qnesc.sbq.org.br/online/qnesc42_2/10-EQF-41-19.pdf. Acesso: 14 jul. 2023.

OXFORD Langages. Palavra do ano de 2016. Disponível em: https://languages.oup.com/word-of-the-year/2016/. Acesso: 14 jul. 2023.

PAZINATO, M. S.; BRAIBANTE, M. E. F. O estudo de caso como estratégia metodológica para o ensino de Química no nível médio. Ciências & Ideias, v. 5, n. 2, p. 2 – 18, 2014. Disponível em: https://revistascientificas.ifrj.edu.br/index.php/reci/article/view/317. Acesso: 14 jul. 2023.

QUEIROZ, S. L.; CABRAL, P. F. de O. Estudo de caso no ensino de ciências naturais. Art Point Gráfica e Editora: São Carlos, ISBN: 978-85-68041-04-8, 2016. Disponível em: https://sites.usp.br/cdcc/wp-content/uploads/sites/512/2019/06/2016-Estudos_de_Caso.pdf. Acesso: 14 jul. 2023.

ROSA, N. Que relação tem a água tônica com a cloroquina e a COVID-19? Canaltech. 2020. Disponível em: https://canaltech.com.br/saude/que-relacao-tem-a-agua-tonica-com-a-CLOROQUINA-E-A-COVID-19-163432/. Acesso: 14 jul. 2023.

SÁ, L. P.; FRANCISCO, C. A.; QUEIROZ, S. L. Estudos de caso em química. Revista Química Nova, v. 30, n. 3, p. 731 – 739, 2007. https://doi.org/10.1590/S0100-40422007000300039. Disponível em: https://www.scielo.br/j/qn/a/nyCvcHWck6yN3pNq6KpKMtd/?lang=pt&format=pdf. Acesso: 14 jul. 2023.

Downloads

Publicado

2023-09-05

Como Citar

CUNHA, M. B. da .; CHANG, V. R. J. . Propostas de Estudo de Caso com Fake Science para aulas de Química. Caderno Amazonense de Pesquisa em Ensino de Ciencias e Matemática, [S. l.], v. 3, n. 1, p. e202302, 2023. DOI: 10.52894/CECi.2763-6623.v3.n1.e202302. Disponível em: //www.periodicos.ufam.edu.br/index.php/ceci/article/view/12625. Acesso em: 28 maio. 2024.

Edição

Seção

Fluxo Contínuo