A Ocupação da Cidade da Floresta Manaus ao Desequilíbrio Espacial e Territorial da Amazônia Brasileira

  • Elisângela Guedes da Silva
  • Heloísa Helena Corrêa da Silva

Resumo

O artigo parte de uma compreensão teórica sobre a relação entre urbanização e desenvolvimento e possui como principal objetivo ampliar o conhecimento sobre a região amazônica a partir de um olhar à questão urbana das áreas verdes da cidade de Manaus. A migração de outras regiões e das cidades do interior do Amazonas criando um crescimento populacional desordenado, ressaltando as particularidades dos fatores que influenciaram a migração para a cidade de Manaus, dando ênfase ao processo governamental pela ausência de planejamento urbano na cidade. Com o intuito de pesquisar a estrutura da cidade através das ocupações e assim, compreender o processo diferenciado de urbanização dessa região, marcado por simetrias e assimetrias nas relações entre o território e espaço amazônico. Enfatizando o direito a cidade, em especial destaque os indígenas que vieram das aldeias para morar na cidade. Ainda procuramos alternativas para construir uma nova urbanidade, esclarecendo com as informações pesquisada que é necessário e urgente a elaboração de políticas públicas do urbano na cidade de Manaus para o homem amazônico.

Publicado
2018-12-26
Como Citar
SILVA, Elisângela Guedes da; SILVA, Heloísa Helena Corrêa da. A Ocupação da Cidade da Floresta Manaus ao Desequilíbrio Espacial e Territorial da Amazônia Brasileira. Somanlu: Revista de Estudos Amazônicos, [S.l.], v. 18, n. 02, dez. 2018. ISSN 2316-4123. Disponível em: <http://www.periodicos.ufam.edu.br/somanlu/article/view/5067>. Acesso em: 22 mar. 2019.