DIFERENTES PRÁTICAS EDUCATIVAS INDÍGENAS NO BRASIL

  • Junior Peres de Araujo

Resumo

Este artigo trata de diferentes práticas educativas de alguns povos indígenas do Brasil, em que se desenvolvem por meio das atividades do cotidiano de crianças e jovens com os adultos, relacionadas ao trabalho, às histórias, mitos e ritos de passagens de meninos e meninas para a vida adulta. O objetivo deste trabalho é responder a seguinte questão, quais os objetivos, valores e aprendizagens que estão presentes nestas práticas e de que forma contribuem para a manutenção da vida coletiva na aldeia/comunidade e perpetuação do povo.Realizou-se levantamento bibliográfico acerca de produções recentes sobre práticas educativas de povos indígenas de diferentes regiões do Brasil, destacando categorias que  descrevessem as práticas e possibilitassem a compreensão dos significados por trás das diferentes pedagogias. Neste sentido, o estudo mostrou que se tem o cuidado com as práticas educativas, pois que dela depende a preservação dos conhecimentos tradicionais e valores que estabelecem condições de relações e interações, técnicas de subsistência, regulam normas e princípios de conduta coletiva e garantem a manutenção e perpetuação dos povos tradicionais indígenas.

Publicado
2018-12-26
Como Citar
DE ARAUJO, Junior Peres. DIFERENTES PRÁTICAS EDUCATIVAS INDÍGENAS NO BRASIL. Somanlu: Revista de Estudos Amazônicos, [S.l.], v. 18, n. 02, dez. 2018. ISSN 2316-4123. Disponível em: <http://www.periodicos.ufam.edu.br/somanlu/article/view/5062>. Acesso em: 15 out. 2019.