GEOPROCESSAMENTO COMO FERRAMENTA DE CARACTERIZAÇÃO MORFOMÉTRICA DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO PARAUAPEBAS, PA/ Geoprocessing as a morphometric characterization tool of the hydrographic basin of Parauapebas River, PA

  • José Danilo Santana Pereira Universidade do Estado do Pará
  • Hilton Pereira Oliveira Universidade do Estado do Pará
  • Emanoelen Bitencourt e Bitencourt Universidade do Estado do Pará
  • Glauber Epifânio Loureiro Universidade do Estado do Pará

Resumo

A bacia hidrográfica permite integrar dados interdisciplinares para um melhor gerenciamento dos recursos da área, e uma das ferramentas utilizadas para essa finalidade é o geoprocessamento. Portanto, o uso de geotecnologias contribui para a melhor elaboração e execução de projetos, como na mesorregião Sudeste do Pará, a qual abriga projetos de mineração, possui forte atuação na pecuária e na prestação de serviços. Isso justifica o estudo, que objetiva caracterizar os componentes físicos da bacia hidrográfica do Rio Parauapebas e extrair informações do sistema hidrológico e de indicadores de enchente. O método empregado foi o dedutivo, a abordagem da pesquisa foi quantitativa, de natureza aplicada e forma exploratória, realizada a partir o software ArcGIS 10.1, com associação da pesquisa bibliográfica, no período de 2005 a 2014 e autores pioneiros. Os dados obtidos indicaram que a bacia possui baixa suscetibilidade a enchentes em condições normais de precipitação, baixa drenagem, ainda que seja de quinta ordem e condução de sedimentos variada, assim como a altitude e a declividade da bacia.

Referências

ALVES SOBRINHO, T. et al. Delimitação automática de bacias hidrográficas utilizando dados SRTM. Engenharia Agrícola, Jaboticabal, v. 30, n. 1, p. 46-57, jan./fev. 2010.

ANDRADE, N. L. R. et al. Caracterização morfométrica e pluviométrica da bacia do Rio Manso – MT. Geociências, São Paulo, v. 27, n. 2, p. 237-248, 2008.

ANTONELI, V.; THOMAZ, E. L. Caracterização do meio físico da bacia do Arroio Boa Vista, Guamiranga-PR. Revista Caminhos de Geografia, Uberlândia, v. 8, n. 21, p. 46-58, jun. 2007.

BARROS, R. S. et al. Avaliação do modelo digital de elevação do SRTM na ortorretificação de imagens. Landsat 7 – Área de aplicação: Angra dos Reis – RJ. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SENSORIAMENTO REMOTO, 12., Goiânia, 2005. Anais... Goiânia: INPE, 2005. p. 3997-4004.

BIER, F. B. Caracterização morfométrica e hidrológica da bacia hidrográfica da Lagoa da Conceição, Florianópolis – SC. 2013. 115 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Sanitária e Ambiental). Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, 2013.

BRASIL. Ministério do Meio Ambiente. Reserva Biológica do Tapirapé: plano de manejo. Brasília: ICMbio, 2009.

CARDOSO, C. A. et al. Caracterização morfométrica da bacia hidrográfica do rio Debossan, Nova Friburgo, RJ. Revista Árvore, Viçosa, v. 30, n. 2, p. 241-248, 2006.

COELHO, A. L. N. Modelagem hidrológica da bacia do Rio Doce (MG/ES) com base em imagens SRTM (Shuttle Radar Topografy Mission). Revista Caminhos de Geografia, Uberlândia, v. 8, n. 22, p. 116-131. set. 2007.

COSTA, C. A. G. et al. Comparação do uso do SRTM para delimitação e caracterização fisiográfica de uma micro-bacia hidrográfica. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SENSORIAMENTO REMOTO, 13., Florianópolis, 2007. Anais... Florianópolis: INPE, 2007. p. 4833-4840.

CRUZ, F. M. Avaliação geoambiental e hidrológica da bacia do rio Itacaiunas, PA. 2010. 181 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais). Universidade Federal do Pará. Belém, 2010.

DUARTE, C. C. et al. Análise fisiográfica da bacia hidrográfica do rio Tapacurá - PE. Revista de Geografia. Recife, v. 24, n. 2, p. 50-64, mai./ago. 2007.

ELESBON, A. A. A. et al. Uso de dados SRTM e plataforma SIG na caracterização morfométrica da bacia hidrográfica do braço norte do rio São Mateus – Brasil. Revista Escola de Minas, Ouro Preto, v. 64, n. 3, p. 281-288, jul./set. 2011.

EMBRAPA, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Reunião Técnica de Levantamento de Solos. 10. súmula. Rio de Janeiro: SNLCS, 1979. 83 p.

ESRI, Environmental Systems Research Institute. Inc. ArcGIS Professional GIS for the desktop. Versão 10.1. Software, 2012.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Downloads, geociências. 2015. Disponível em: . Acesso em: 23 set. 2015.

LEMOS, A. F. Avaliação de metodologias de regionalização de vazões mínimas de referência para a bacia hidrográfica do rio São Francisco, a montante do reservatório de Três Marias. 2006. 142 f. Dissertação (Magister Scientiae em Engenharia Agrícola). Universidade Federal de Viçosa. Viçosa, 2006.

LIMA, W. P. Hidrologia florestal aplicada ao manejo de bacias hidrográficas. 2. ed. Piracicaba: USP, 2008.

LORENZON, A. S. et al. Influência das características morfométricas da bacia hidrográfica do rio Benevente nas enchentes no município de Alfredo Chaves-ES. Revista Ambiente & Água, Taubaté, v. 10, n. 1, p. 195-206, jan./mar. 2015.

MARCUZZO; F. F. N. et al. Detalhamento hidromorfológico da bacia do Rio Paraíba. In: SIMPÓSIO DE RECURSOS HÍDRICOS DO NORDESTE, 11., João Pessoa, 2012. Anais... João Pessoa, 2012.

MEDEIROS, L. C.; FERREIRA, N. C.; FERREIRA, L. G. Avaliação de modelos digitais de elevação para delimitação automática de bacias hidrográficas. Revista Brasileira de Cartografia. v. 61, n. 2, p. 137-151, 2009.

MESSIAS, C. G.; FERREIRA, M. M. Estudo geomorfológico de bacias hidrográficas do Reservatório do Funil, alto Rio Grande (MG), por meio de imagens estereoscópicas ALOS/PRISM. Revista do Departamento de Geografia – USP, São Paulo, v. 28, p. 237-262, 2014.

MÜLLER, V. C. A quantitative geomorphology study of drainage basin characteristic in the Clinch Mountain Area. New York: Virginia and Tennesse. Dept. of Geology. n. 3, 1953.

OLIVEIRA, P. T. S. et al. Caracterização morfométrica de bacias hidrográficas através de dados SRTM. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande, v.14, n. 8, p. 819-825, 2010.

ORTIZ, J. L.; FREITAS, M. I. C. Mapeamento do uso da terra, vegetação e impactos ambientais por meio de sensoriamento remoto e geoprocessamento. Geociências, São Paulo, v. 24, n. 1, p. 91-104, 2005.

PINTO JUNIOR, O. B.; ROSSETE, A. N. Caracterização morfométrica da bacia hidrográfica do Ribeirão Cachoeira, MT-Brasil. Geoambiente On-Line, Jataí, n. 4, p. 38-53, jan./jun. 2005.

PRODANOV, C. C.; FREITAS, E. C. Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. 2. ed. Novo Hamburgo: Feevale, 2013.

RODRIGUES, V. A. Análise dos processos hidrológicos em modelo didático de microbacias. Revista Científica Eletrônica de Engenharia Florestal, Garça, v. 17, n.1, p. 1-15, fev. 2011.

SEMAS – Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade. Base cartográfica. 2015. Disponível em: . Acesso em: 23 set. 2015.

SILVA, J. L.; TONELLO, K. C. Morfometria da bacia hidrográfica do Ribeirão dos Pinheirinhos, Brotas – SP. Irriga, Botucatu, v. 19, n. 1, p. 103-114, jan./mar. 2014.

STRAHLER, A. N. Quantitative analysis of watershed geomorphology. Transactions, American Geophysical Union, v. 38, n. 6, p. 913-920, 1957.

TEODORO, V. L. I. et al. O conceito de bacia hidrográfica e a importância da caracterização morfométrica para o entendimento da dinâmica ambiental local. Revista Uniara, v. 11, n. 1, p. 113-135, 2007.

TONELLO, K. C. et al. Morfometria da bacia hidrográfica da Cachoeira das Pombas, Guanhães – MG. Revista Árvore. Viçosa, v. 30, n. 5, p. 849-857, set./out. 2006.

TUCCI, C. E. M.; CLARKE, R. T. Impacto das mudanças da cobertura vegetal no escoamento: revisão. Revista Brasileira de Recursos Hídricos, v. 2, n. 1, p. 135-152, jan./jun. 1997.

TUNDISI, J. G. Novas perspectivas para a gestão de recursos hídricos. Revista USP, São Paulo, n. 70, p. 24-35, jun./ago. 2006.

USGS – United States Geological Survey. Modelo Digital de Elevação. United States: Earth Explorer, 2015. Disponível em: . Acesso em: 24 ago. 2015.

VALERIANO, M. M. et al. Modeling small watersheds in Brazilian Amazônia with shuttle radar topographic mission-90 m data. Computers & Geosciences, v. 32, n. 8, p.1169-1181, out. 2006.

VIEIRA, P. H.; SILVA, A. C. A.; MIRANDOLA, P. H. Análise da degradação ambiental ocorrida na bacia hidrográfica do Uerê/MS. Periódico Eletrônico Fórum Ambiental da Alta Paulista, v. 9, n. 2, p. 239-249, 2013.

VILLELA, S. M.; MATTOS, A. Hidrologia aplicada. São Paulo: McGraw-Hill do Brasil, 1975.
Publicado
2019-07-02
Como Citar
PEREIRA, José Danilo Santana et al. GEOPROCESSAMENTO COMO FERRAMENTA DE CARACTERIZAÇÃO MORFOMÉTRICA DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO PARAUAPEBAS, PA/ Geoprocessing as a morphometric characterization tool of the hydrographic basin of Parauapebas River, PA. REVISTA GEONORTE, [S.l.], v. 10, n. 34, p. 168-182, jul. 2019. ISSN 2237-1419. Disponível em: <http://www.periodicos.ufam.edu.br/revista-geonorte/article/view/5244>. Acesso em: 15 out. 2019. doi: https://doi.org/10.21170/geonorte.2019.V.10.N.34.168.182.
Seção
Artigos