DISPOSIÇÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS E IMPACTOS NA SAÚDE EM MANAUS-AM

  • Ulliane de Amorim Pereira UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS
  • Natacha Cíntia Regina Aleixo UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS

Resumo

Este estudo analisou a fragilidade da disposição dos resíduos sólidos na cidade de Manaus e seus respectivos desdobramentos no processo saúde-doença da leptospirose. Para isso, analisaram-se as práticas administrativas realizadas na disposição dos resíduos na cidade. Este estudo foi desenvolvido com base na bibliografia especializada sobre o tema e a realização de trabalho de campo. Os resultados demonstraram que Manaus, apesar de ser a capital do estado do Amazonas, encontra dificuldades em se adequar as normas e diretrizes instituídas na Política Nacional dos Resíduos Sólidos, entretanto, é o primeiro município da região metropolitana de Manaus a implantar o programa de coleta seletiva em seu território e dispor de um aterro controlado. No contexto da atual legislação a problemática dos resíduos sólidos urbanos é um desafio às municipalidades brasileiras em geral e pode impactar negativamente no processo saúde-doença da população.

Publicado
2018-12-17
Como Citar
PEREIRA, Ulliane de Amorim; ALEIXO, Natacha Cíntia Regina. DISPOSIÇÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS E IMPACTOS NA SAÚDE EM MANAUS-AM. REVISTA GEONORTE, [S.l.], v. 9, n. 33, p. 270-274, dez. 2018. ISSN 2237-1419. Disponível em: <http://www.periodicos.ufam.edu.br/revista-geonorte/article/view/5007>. Acesso em: 19 jun. 2019. doi: https://doi.org/10.21170/geonorte.2018.V.9.N.33.270.274.
Seção
Anais do Seminário de Projetos do Programa de Pós-graduação em Geografia -UFAM