BACIAS HIDROGRÁFICAS URBANAS: UMA ANÁLISE SOCIOAMBIENTAL DA BACIA HIDROGRÁFICA URBANA DO IGARAPÉ XIDARINI EM TEFÉ-AM.

  • Raione Gonçalves de Castro UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS
  • José Alberto Lima de Carvalho UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS

Resumo

Uma das características do meado do século XX foi o intenso processo de migração do meio rural para as cidades tornando-as cada vez maiores e sem controle do estado. O Brasil e a Amazônia têm sofrido esse processo de forma intensa. Na região do Médio Solimões no Estado do Amazonas, em específico na cidade de Tefé, parte expressiva da população encontra-se assentada nas margens dos canais de drenagem do município. Isso conduz à impactos socioambientais nos mais diversos possíveis. Essa pesquisa objetivou compreender os principais impactos socioambientais na micro bacia hidrográfica do Igarapé Xidarini, decorrentes do uso da mesma. Para isso, além de um levantamento bibliográfico, foram feitos trabalhos de campo com auxílio de questionários semiestruturados, a fim de conhecer a realidade dos moradores da bacia hidrográfica.

Publicado
2018-12-17
Como Citar
CASTRO, Raione Gonçalves de; CARVALHO, José Alberto Lima de. BACIAS HIDROGRÁFICAS URBANAS: UMA ANÁLISE SOCIOAMBIENTAL DA BACIA HIDROGRÁFICA URBANA DO IGARAPÉ XIDARINI EM TEFÉ-AM.. REVISTA GEONORTE, [S.l.], v. 9, n. 33, p. 246-250, dez. 2018. ISSN 2237-1419. Disponível em: <http://www.periodicos.ufam.edu.br/revista-geonorte/article/view/5002>. Acesso em: 19 jan. 2019. doi: https://doi.org/10.21170/geonorte.2018.V.9.N.33.246.250.
Seção
Anais do Seminário de Projetos do Programa de Pós-graduação em Geografia -UFAM