PROCESSOS FLUVIAIS NO RIO AMAZONAS: EROSÃO LATERAL E IMPLICAÇÕES PARA A CIDADE DE PARINTINS/ River processes in the Amazon river: lateral erosion and implications for the city of Parintins

EROSÃO LATERAL E IMPLICAÇÕES PARA A CIDADE DE PARINTINS

  • Rildo Oliveira Marques Universidade Federal do Amazonas
  • José Alberto Lima de Carvalho Universidade Federal do Amazonas

Resumo

A erosão lateral dos canais resulta de processos que envolvem inúmeros fatores que atuam em conjunto dentro do canal fluvial. Na Amazônia brasileira, o complexo processo de erosão das margens do rio Amazonas, fenômeno conhecido regionalmente por terras caídas, tem afetado não apenas as populações dispersas ao longo de sua calha, mas também aglomerados como comunidades, vilas e cidades. O presente trabalho teve como objetivo principal compreender o processo de erosão lateral do rio Amazonas em frente da cidade de Parintins e as implicações socioeconômicas desse fenômeno. A interpretação é de que o processo resulta da combinação de fatores como a forma e geometria do canal; pressão e as forças hidráulicas atuantes; composição granulométrica da margem; condições climáticas e ação antrópica. Destaca-se o fato de que as medições batimétricas revelaram que o talvegue do rio está a 328m próximo da margem direita, cuja profundidade atinge 98m, o que facilita a erosão em profundidade e dificulta qualquer obra de engenharia para conter o processo. Quanto às implicações, destacamos o elevado custo financeiro para o município como construção de muros de arrimo e perda de ruas; desvalorização de propriedades com frente e/ou fundo para o rio; risco a circulação de veículos e à navegação e; dificuldade de embarque e desembarque durante a vazante.

Publicado
2019-08-23
Como Citar
MARQUES, Rildo Oliveira; CARVALHO, José Alberto Lima de. PROCESSOS FLUVIAIS NO RIO AMAZONAS: EROSÃO LATERAL E IMPLICAÇÕES PARA A CIDADE DE PARINTINS/ River processes in the Amazon river: lateral erosion and implications for the city of Parintins. REVISTA GEONORTE, [S.l.], v. 10, n. 35, p. 108-132, ago. 2019. ISSN 2237-1419. Disponível em: <http://www.periodicos.ufam.edu.br/revista-geonorte/article/view/4783>. Acesso em: 15 nov. 2019. doi: https://doi.org/10.21170/geonorte.2019.V.10.N.35.108.132.