BACIAS HIDROGRÁFICAS URBANAS: QUALIDADE DA ÁGUA E CONFLITOS AMBIENTAIS NA CIDADE DE ILHÉUS – BA. / URBAN WHATERSHEDS: WATER QUALITY AND ENVIRONMENTAL CONFLICTS IN THE CITY OF ILHÉUS – BA.

  • Pedro Enrico Salamim Fonseca Spanghero Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP
  • Mauricio Santana Moreau Universidade Estadual de Santa Cruz – UESC
  • Samuel de Amaral Macedo Universidade Estadual de Santa Cruz – UESC

Resumo

As  bacias  hidrográficas  são  consideradas  unidades  sistêmicas  ideais  para  a  análise,  o planejamento e a  gestão  ambiental  em espaços rurais e urbanos. Os estudos qualitativos da água representam um instrumento valioso para a construção de indicadores ambient ais. Este artigo teve por objetivo analisar a relação do uso e ocupação do solo com a qualidade da água em sete subbacias  de  Ilhéus/BA,  com  diferentes  níveis  de  densidade  populacional.  Foram  utilizados  os parâmetros  de  oxigênio  dissolvido,  pH,  condutividade  elétrica,  temperatura  da  água,  salinidade, sólidos totais dissolvidos no período de 20/01/2015 a 05/12/2015. Os parâmetros foram escolhidos devido à sua fácil realização em campo, baixo custo e pela importância dessas informações sobre a
qualidade dos corpos hídricos. As sub-bacias apresentam a sua cobertura vegetal bem fragmentada, localizadas, em grande parte, em regiões declivosas e grande parte dos cursos d’água observados não possuem mata ciliar nas margens dos rios. Apenas a sub-bacia 2 apresenta  uma relevante área com cobertura vegetal. Os resultados da qualidade da água enquadram as sub-bacias nas classes: II (utilização  para  o  consumo  humano  após  tratamento  convencional);  III  (utilização  para  o  consumo humano  após  tratamento  convencional  ou  avançado);  e  IV  (uso  apenas  para  a  navegação  e  à harmonia  paisagística).  Constataram-se  grandes  disparidades  entre  as  bacias  de  alta  e  baixa ocupação urbana, devido às alterações dos resultados das análises dos parâmetros da água. Assim, percebe-se que uma alteração dos fatores físicos ou químicos, aliada à ação antrópica, compromete
a qualidade da água para consumo humano, dentre outras atividades.

Publicado
2017-09-06
Como Citar
SPANGHERO, Pedro Enrico Salamim Fonseca; MOREAU, Mauricio Santana; MACEDO, Samuel de Amaral. BACIAS HIDROGRÁFICAS URBANAS: QUALIDADE DA ÁGUA E CONFLITOS AMBIENTAIS NA CIDADE DE ILHÉUS – BA. / URBAN WHATERSHEDS: WATER QUALITY AND ENVIRONMENTAL CONFLICTS IN THE CITY OF ILHÉUS – BA.. REVISTA GEONORTE, [S.l.], v. 8, n. 29, p. 134-152, set. 2017. ISSN 2237-1419. Disponível em: <http://www.periodicos.ufam.edu.br/revista-geonorte/article/view/3522>. Acesso em: 17 dez. 2017. doi: https://doi.org/10.21170/geonorte.2017.V.8.N.29.134.152.
Seção
Artigos

Palavras-chave

bacias urbanas; parâmetros da água; ocupação do solo; cartografia; GIS; análise ambiental