EVIDÊNCIAS DA DEGRADAÇÃO AMBIENTAL NA VERTENTE SECA DA SERRA DE URUBURETAMA, CEARÁ-BRASIL. / EVIDENCE OF ENVIRONMENTAL DEGRADATION IN THE DRY SIDE OF THE SAW URUBURETAMA, CEARÁ, BRAZIL.

  • Davi Rodrigues Rabelo Universidade Federal do Ceará

Resumo

Este artigo tem como objetivo identificar, mapear e analisar os processos de degradação ambiental  verificados  na  vertente  seca  do  maciço  de  Uruburetama,  situado  no  extremo  norte  do Estado do Ceará. Para as pretensões de investigação tomou-se como base a análise integrada do
meio  físico  e  antrópico,  desenvolvida  a  partir  do  uso  de  técnicas  e  ferramentas  de  sensoriamento remoto  e  geoprocessamento.  Com  essas  técnicas  procurou-se,  nas  diferentes  fases  do  trabalho, identificar e analisar, através do cruzamento e  da análise de informações, os focos de degradação dos  fatores  físicos  e  biológicos.  A  partir  dessa  pesquisa  pode-se  concluir  que  na  vertente  seca  do maciço  de  Uruburetama  os  processos  de  degradação  estão  acelerando-se  devido  às  intervenções antrópicas. Fator que contribui para supressão da vegetação natural e substituição desta por plantios diversos e pastagens, alterando a dinâmica natural da paisagem serrana.

Publicado
2017-09-06
Como Citar
RABELO, Davi Rodrigues. EVIDÊNCIAS DA DEGRADAÇÃO AMBIENTAL NA VERTENTE SECA DA SERRA DE URUBURETAMA, CEARÁ-BRASIL. / EVIDENCE OF ENVIRONMENTAL DEGRADATION IN THE DRY SIDE OF THE SAW URUBURETAMA, CEARÁ, BRAZIL.. REVISTA GEONORTE, [S.l.], v. 8, n. 29, p. 72-85, set. 2017. ISSN 2237-1419. Disponível em: <http://www.periodicos.ufam.edu.br/revista-geonorte/article/view/3518>. Acesso em: 17 dez. 2017. doi: https://doi.org/10.21170/geonorte.2017.V.8.N.29.72.85.
Seção
Artigos

Palavras-chave

Degradação ambiental. Geoprocessamento. Análise integrada.