A construção de moradias flutuantes e o direito a cidade em Tapauá-Am

  • Arlan Justino Frota Universidade Federal do Amazonas, UFAM, Brasil.
  • Jose Aldemir de Oliveira

Resumo

O presente trabalho busca mostrar a realidade de uma pequena cidade na Amazônia chamada Tapauá, localizada na calha do Purus ao sul do Estado do Amazonas. A cidade apresenta uma especificidade relacionada à questão habitacional, um Bairro Flutuante no espaço urbano, em que a população do bairro busca mecanismos de resistência para continuar vivendo no rio e ao mesmo tempo na cidade a partir do conhecimento local que comporta dimensões e formas pretéritas de se relacionar com a natureza, destacando a construção de moradias flutuantes, na busca pelo direito a cidade em Tapauá. 

 

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##
Mestrando pelo Programa de Pós Graduação em Geografia da Universidade Federal do Amazonas e Pesquisador do NEPECAB.
Jose Aldemir de Oliveira
Professor Titular do Departamento de Geografia da Universidade Federal do Amazonas e do Programa de Pós Graduação em Geografia. Líder do NEPECAB.
Publicado
2017-05-15
Como Citar
JUSTINO FROTA, Arlan; OLIVEIRA, Jose Aldemir de. A construção de moradias flutuantes e o direito a cidade em Tapauá-Am. REVISTA GEONORTE, [S.l.], v. 8, n. 28, p. 1 - 15, maio 2017. ISSN 2237-1419. Disponível em: <http://www.periodicos.ufam.edu.br/revista-geonorte/article/view/3505>. Acesso em: 19 jun. 2019. doi: https://doi.org/10.21170/geonorte.2017.V.8.N.28.1.15i.

Palavras-chave

Tapauá, Bairro Flutuante, Moradia.