DA INTEGRAÇÃO TERRITORIAL À FORMAÇÃO DO ESPAÇO POLÍTICO: PENSANDO A DEMOCRACIA NAS COMUNIDADES PACIFICADAS DO RIO DE JANEIRO

  • Rubens Buarque de Gusmão

Resumo

A criação do programa de pacificação nas comunidades cariocas emerge como alternativa interessante de se repensar a relação entre moradores e poder público, propondo integrar econômica e socialmente as favelas cariocas ao entorno urbano. O presente trabalho objetiva aferir se as áreas recém-pacificadas cumprem as premissas básicas para se constituírem espaços políticos, ou seja, pretende-se avaliar até que ponto as Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) estimularam a criação novos canais de diálogo entre governo e moradores, além de mensurar até que ponto os habitantes locais têm sido consultados e participam das políticas públicas direcionadas para as comunidades em questão.
Publicado
2013-07-10
Como Citar
BUARQUE DE GUSMÃO, Rubens. DA INTEGRAÇÃO TERRITORIAL À FORMAÇÃO DO ESPAÇO POLÍTICO: PENSANDO A DEMOCRACIA NAS COMUNIDADES PACIFICADAS DO RIO DE JANEIRO. REVISTA GEONORTE, [S.l.], v. 4, n. 12, p. 1480-1492, jul. 2013. ISSN 2237-1419. Disponível em: <http://www.periodicos.ufam.edu.br/revista-geonorte/article/view/1247>. Acesso em: 21 out. 2019.