ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS: UMA ABORDAGEM SOBRE AS RELAÇÕES DE PODER NO APL DE METAIS SANITÁRIOS DO PARANÁ

  • Joyce Allane Apolinário Ferreira

Resumo

A partir da década de 1990 pesquisadores das áreas de economia e geografia tem destacado a importância dos Arranjos Produtivos Locais – APLs para o desenvolvimento local. A implementação da política dos arranjos produtivos locais no Brasil nasce em meio ao processo de descentralização política, onde tem-se a valorização da escala local, que passou a ser vista como o local propício para o desenvolvimento. O sistema de gestão dos APLs é chamado governança. A governança estabelecida no território do APL forma uma rede de relações entre diferentes atores, como por exemplo, as instituições públicas e privadas, o poder político municipal e o próprio poder econômico (empresas do APL). Considerando que as relações de poder se estabelecem dentro de um determinado território, sendo o APL de Metais Sanitários o território de análise desse trabalho é importante tentar entender, mesmo que ainda superficialmente, as relações que nele se estabelecem. Para tanto se utilizou da revisão de literatura e de trabalhos de campo com aplicação de questionários.
Publicado
2013-07-10
Como Citar
FERREIRA, Joyce Allane Apolinário. ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS: UMA ABORDAGEM SOBRE AS RELAÇÕES DE PODER NO APL DE METAIS SANITÁRIOS DO PARANÁ. REVISTA GEONORTE, [S.l.], v. 4, n. 12, p. 1394-1409, jul. 2013. ISSN 2237-1419. Disponível em: <http://www.periodicos.ufam.edu.br/revista-geonorte/article/view/1242>. Acesso em: 21 out. 2019.

Palavras-chave

APL, descentralização e poder.