ESPAÇO E SEGURANÇA PÚBLICA NA FRONTEIRA GAÚCHA

  • Adriana Dorfman UFRGS
  • Arthur Borba Colen França UFRGS

Resumo

O texto aborda conceitos ligados à segurança - nacional, humana, cidadã e pública - e às suas manifestações espaciais, para discutir o crime e seu combate da fronteira gaúcha, a partir das políticas federais para a segurança na fronteira brasileira, especialmente o Plano Estratégico para a Fronteira e a Estratégia Nacional para as Fronteiras, lançados em junho de 2011 e hoje em implementação. Dados sobre o denso povoamento, a intrincada infraestrutura de transportes (por onde circulam quase 70% das mercadorias em trânsito pelo RS) e a criminalidade (mais através do que) na fronteira do RS levam a concluir que a segurança pública na fronteira gaúcha não se constrói através de sua estigmatização como lugar do crime ou do (impossível) controle do limite internacional, e que na geografia da região estão contidos elementos de protagonismo político que permitem conciliar o incremento na segurança pública e humana da fronteira gaúcha.

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##
UFRGS
##submission.authorWithAffiliation##
UFRGS
Publicado
2013-07-10
Como Citar
DORFMAN, Adriana; COLEN FRANÇA, Arthur Borba. ESPAÇO E SEGURANÇA PÚBLICA NA FRONTEIRA GAÚCHA. REVISTA GEONORTE, [S.l.], v. 4, n. 12, p. 1260-1280, jul. 2013. ISSN 2237-1419. Disponível em: <http://www.periodicos.ufam.edu.br/revista-geonorte/article/view/1234>. Acesso em: 21 out. 2019.

Palavras-chave

Segurança. Fronteira. ENAFRON. Criminalidade.