REGIONALISMO E IDENTIDADE NA FORMAÇÃO DO TERRITÓRIO FEDERAL DO AMAPÁ

  • Indira Rocha Marques
  • Gilberto Marques UFPA

Resumo

O Território Federal do Amapá (FTA) foi fundado em 1943 e em 1945 anunciou a descoberta de uma grande jazida de manganês, que passou a ser explorado pela Icomi S/A. Desde o início o TFA foi conduzido por uma elite político-administrativa que conduzia um discurso e prática regionalista, importante para a permanência dela no poder, assim como do Amapá como unidade da Federação brasileira. A exploração mineral foi fundamental para isso, sustentando uma promessa de progresso e transformação do Amapá em estado federativo. O regionalismo se constituiu, então, como uma perspectiva teórico-metodológica que subsidiou o desenvolvimento de nossas pesquisas.
Publicado
2013-07-10
Como Citar
MARQUES, Indira Rocha; MARQUES, Gilberto. REGIONALISMO E IDENTIDADE NA FORMAÇÃO DO TERRITÓRIO FEDERAL DO AMAPÁ. REVISTA GEONORTE, [S.l.], v. 4, n. 12, p. 813 - 830, jul. 2013. ISSN 2237-1419. Disponível em: <http://www.periodicos.ufam.edu.br/revista-geonorte/article/view/1206>. Acesso em: 15 jul. 2019.

Palavras-chave

regionalismo, elite político-adminstrativa, território federal, mineração.