FRONTEIRAS NA FRONTEIRA: “FALAS ATRAVESSADAS” ENTRE BRASIL E PARAGUAI

  • Jones Dari Goettert

Resumo

Coronel Sapucaia (Mato Grosso do Sul – Brasil) e Capitan Bado (Departamento de Amambay – Paraguai) compõem uma das “cidades gêmeas” da fronteira internacional brasileira e paraguaia, condição que, nos últimos anos, foi associada à de território perigoso pelos altos índices de homicídio. Aqui, associado a essas questões, propomo-nos a apresentar e compreender representações, imagens e significações produzidas nos dois lados da fronteira através da exposição de falas e imagens. Sobre as relações transfronteiriças, partimos de autoridades políticas de Coronel Sapucaia e de Capitan Bado, constatando “falas atravessadas” em críticas mútuas. Especificamente sobre o lado brasileiro, observamos que, além da “grande” fronteira internacional, também outras fronteiras socioespaciais “menores” são construídas, conferindo outras tensões e outros conflitos, configurando no que podemos definimos, ainda que introdutoriamente, de “fronteiras na fronteira”.
Publicado
2013-07-10
Como Citar
GOETTERT, Jones Dari. FRONTEIRAS NA FRONTEIRA: “FALAS ATRAVESSADAS” ENTRE BRASIL E PARAGUAI. REVISTA GEONORTE, [S.l.], v. 4, n. 12, p. 748 - 766, jul. 2013. ISSN 2237-1419. Disponível em: <http://www.periodicos.ufam.edu.br/revista-geonorte/article/view/1203>. Acesso em: 15 out. 2019.

Palavras-chave

Fronteira(s); Representações; Coronel Sapucaia e Capitan Bado.