O ESTADO DE GUERRA GLOBAL: SOBRE O PAPEL DA OTAN EM CONFLITOS INTERNACIONAIS

  • André Santos da Rocha
  • Jefferson de Oliveira Vinco UFRRJ

Resumo

O estado de Guerra Global se constitui como a conjuntura onde a guerra é tomada como uma forma de reprodução do poder em escala mundial. Neste contexto, são destacados dois elementos como ponto de problematização: [a] as novas dimensões espaciais e temporais dos conflitos territoriais que se tornaram fugazes; e [b] a legitimidade da intervenção militar posto por um Estado de Exceção que se tornou permanente. Esses elementos insinuam a manipulação das intervenções militares, justificadas em “ideais democráticos”, mas que declaram tons de uma geopolítica perversa. O exemplo das ações da OTAN, em especial após 11 de setembro de 2001, serve para demonstrar as novas dimensões de dominação territorial na atual conjuntura e, também, para uma análise no campo da Geografia Política no mundo contemporâneo.

##submission.authorBiography##

André Santos da Rocha
UFRRJ
Publicado
2013-07-10
Como Citar
ROCHA, André Santos da; VINCO, Jefferson de Oliveira. O ESTADO DE GUERRA GLOBAL: SOBRE O PAPEL DA OTAN EM CONFLITOS INTERNACIONAIS. REVISTA GEONORTE, [S.l.], v. 4, n. 12, p. 232 - 244, jul. 2013. ISSN 2237-1419. Disponível em: <http://www.periodicos.ufam.edu.br/revista-geonorte/article/view/1163>. Acesso em: 24 jul. 2019.

Palavras-chave

Estado de Guerra Global – OTAN – Mundo Contemporâneo – Estado de Exceção.