A EMERGÊNCIA DE ATORES SOCIAIS SUBALTERNIZADOS NO ÂMBITO DA RECONFIGURAÇÃO DAS RELAÇÕES DE PODER NA AMÉRICA LATINA

  • Marcos César Araujo Carvalho

Resumo

A América Latina vivencia, nas últimas décadas, uma ofensiva imperialista capitaneada pelos governos dos Estados centrais e pelas grandes corporações transnacionais. As ações do imperialismo desencadearam, por sua vez, uma resistência dos setores explorados, posicionando-os no papel de protagonistas sociais dos embates em curso e ensejando uma reconfiguração das relações de poder na região. O presente artigo analisa as recentes modificações nas relações de poder a partir das tensões resultantes do processo de recolonização sobre a América Latina e da emergência de atores sociais historicamente subalternizados.

##submission.authorBiography##

Marcos César Araujo Carvalho
UFAM
Publicado
2013-07-10
Como Citar
CARVALHO, Marcos César Araujo. A EMERGÊNCIA DE ATORES SOCIAIS SUBALTERNIZADOS NO ÂMBITO DA RECONFIGURAÇÃO DAS RELAÇÕES DE PODER NA AMÉRICA LATINA. REVISTA GEONORTE, [S.l.], v. 4, n. 12, p. 1 - 14, jul. 2013. ISSN 2237-1419. Disponível em: <http://www.periodicos.ufam.edu.br/revista-geonorte/article/view/1146>. Acesso em: 24 jul. 2019.

Palavras-chave

América Latina, relações de poder, recolonização, atores sociais subalternizados.