ANÁLISE TEMPORAL DO PERÍODO CHUVOSO NA AMAZÔNIA MERIDIONAL BRASILEIRA (1971-2010)

  • Nathan Debortoli
  • Vincent Dubreuil
  • Florian Delahaye
  • Saulo Rodrigues Filho

Resumo

As zonas de transição climática na parte sul do bioma amazônico compostas de áreas de florestaombrófila, floresta mesófila e vegetação de cerrado consolidaram-se nas últimas três décadas comouma das principais regiões do Brasil no que tange a produção de commodities para exportação. Poucosestudos foram conduzidos no intuito de melhor compreender a estação de chuvas com perspectiva nosregistros históricos pluviométricos, questão importante do ponto de vista econômico, ambiental esocial na região. Nesse sentido verificamos como se dão as datas do IPC (início do período chuvoso) eFPC (fim do período chuvoso) e sua duração a partir da aplicação de um método focado nos biomasem detrimento do calendário agrícola. O estudo teve como base 89 estações pluviométricas da ANApreviamente validadas em estudos anteriores. Os resultados indicam que o IPC e o FPC apresentamforte contraste entre o Bioma Amazônico e o Cerrado. A análise temporal dos registros históricossinaliza no período de 1971-2010 um IPC tardio nas décadas mais recentes com 48% das estaçõesindicando uma redução das precipitações e 60% destas um FPC mais precoce. As análises das estaçõespluviométricas em áreas desmatadas demonstram que há grande probabilidade do desmatamento sercoadjuvante do enfraquecimento do período chuvoso entre o IPC e FPC, especialmente em partes daregião nordeste do estado de Rondônia.
Publicado
2012-10-06
Como Citar
DEBORTOLI, Nathan et al. ANÁLISE TEMPORAL DO PERÍODO CHUVOSO NA AMAZÔNIA MERIDIONAL BRASILEIRA (1971-2010). REVISTA GEONORTE, [S.l.], v. 3, n. 8, p. 382 – 394, out. 2012. ISSN 2237-1419. Disponível em: <http://www.periodicos.ufam.edu.br/revista-geonorte/article/view/2368>. Acesso em: 16 out. 2019.