ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA PARA DEFICIENTES VISUAIS: ANÁLISE BIBLIOGRÁFICA DO PERÍODO DE 2005 A 2017

  • Bruna de Oliveira Camandaroba Prefeitura Municipal de São Carlos
  • Patricia Oliveira

Resumo

O ensino de Língua Portuguesa para alunos deficientes visuais pode ser compreendido como um grande desafio aos professores da área em razão das necessidades específicas destes alunos. A presente pesquisa, de caráter exploratório, teve por objetivo conhecer o campo de estudos e pesquisas sobre o ensino de Língua Portuguesa para este público específico de alunos. Desta forma, foi desenvolvida uma pesquisa bibliográfica de teses e dissertações desenvolvidas sobre este tema. Após o levantamento dos dados na página da BDTD, foram identificadas cinco pesquisas sobre o tema. Estas apontaram que o atendimento educacional e o ensino de Língua Portuguesa para alunos deficientes visuais têm enfrentado significativos problemas, como a falta de preparação dos professores, a ausência de recursos, falta de diálogo entre o professor do AEE e o professor da sala comum, entre outros. Concluímos que a formação inicial e continuada dos professores pode contribuir significativamente para a melhoria destas condições, pois este profissional exerce papel imprescindível na validação dos recursos e materiais para o processo de ensino e aprendizagem, para o desenvolvimento da subjetividade dos alunos, e para a sensibilização necessária à inclusão escolar e social.

Referências

ANJOS, D. Z. Da tinta ao Braille: estudo de diferenças semióticas e didáticas dessa transformação no âmbito do Código Matemático Unificado para a Língua Portuguesa – CMU e do Livro Didático em Braille. 2015. 161f. Centro de Ciências da Educação.Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis: UFSC, 2015. Disponível em https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/135381. Acesso em 20.02.2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Parâmetro Curriculares Nacionais: Língua Portuguesa. Brasília: SEF, 1997. Disponível em http://portal.mec.gov.br /seb/arquivos/pdf/livro02.pdf. Acesso em 12.01.2018.

_______. Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais: Língua Portuguesa – Terceiro e Quarto Ciclos do Ensino Fundamental. Brasília: SEF, 1998. Disponível em http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/portugues.pdf. Acesso em 15.01.2018.

_______. Presidência da República. Lei n. 13.005 de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação – PNE e dá outras providências. Disponível em 13.03.2018.

_______. Presidência da República. Lei n.9.394 de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial da União, Brasília, 20 de dezembro de 1996. Disponível em http://www.planalto. gov.br/ccivil_03/LEIS/l9394.htm. Acesso em 14.03.2018.

CUNHA, M S. Ensino da Língua Portuguesa na perspectiva da inclusão do aluno cego no nível fundamental. 2015. 173f. Dissertação (Mestrado em Educação). Faculdade de Educação. Universidade Federal de Sergipe. São Cristóvão: UFSE, 2015. Disponível em http://bdtd.ibict.br /vufind/Record/UFS_95c564a2643f2b02abd4d399f0904c43. Acesso em 21.03.2018.

LIPPE, E. O; ALVES, F. S; CAMARGO, E. P. Análise do processo inclusivo em uma escola estadual no município de Bauru: a voz de um aluno com deficiência visual. Revista Ensaio, Belo Horizonte, v. 14, n. 2, p. 81-94, maio/ ago 2012. Disponível em http://www.scielo.br/pdf/epec/v14n2/1983-2117-epec-14-02-00081.pdf. Acesso em 03.03.2018.

MARTINEZ, A. B. C. Ensino de ortografia e Sistema Braille: um estudo de caso. 2011. 172f. Dissertação (Mestrado em Educação). Faculdade de Educação. Universidade Federal da Bahia. Salvador: UFBA, 2011. Disponível em http://www.repositorio.ufba.br:8080/ri/handle/ri/13005. Acesso em 20.03.2018.

MENDES, E.G.; FERREIRA, J.R.; NUNES, L.R.O.P. Integração/inclusão: o que revelam as teses e dissertações em Educação e Psicologia. In: NUNES SOBRINHO, F.P. (Org.). Inclusão educacional: pesquisa e interfaces. Rio de Janeiro: Livre Expressão, 2003.

PRETO, V. O. Adaptação de livros de literatura infantil para alunos com deficiência visual. 2009. 237f. Dissertação (Mestrado em Educação). Faculdade de Filosofia e Ciências de Marília. Universidade Estadual Paulista “Julio de Mesquita Filho”. Marília: UNESP, 2009. Disponível em https://www.marilia.unesp.br/ Home/Pos-Graduacao/Educacao/Dissertacoes/preto_vo_me_mar.pdf. Acesso em 20.03.2018.

REGIS, M. C. A. S. Categorias literárias, programas de áudio para o incentivo à leitura de deficientes visuais: um olhar transdisciplinar. 2009. 137f. Tese (Doutorado em Educação). Faculdade de Educação. Universidade de São Paulo. São Paulo: USP, 2009. Disponível em http://www.teses.usp.br/teses /disponiveis/48/48134/tde-11092009-162239/pt-br.php. Acesso em 20.03.2018.

SÁ, E.D; CAMPOS, I.M; SILVA, M.B.C. Atendimento Educacional Especializado: Deficiência Visual. Brasília: SEESP/ SEED/ MEC, 2007. Disponível em http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/aee_dv.pdf. Acesso em 12.03.2018.

THERRIEN, S. M. N; THERRIEN, J. Trabalhos científicos e o Estado da Questão: reflexões teórico-metodológicas. Estudos em avaliação educacional, n.30, v. 15, p. 5-16, jul/dez 2004. Disponível em http://www.fcc.org.br/pesquisa/publicacoes/eae /arquivos/1203/1203.pdf. Acesso em 19.03.2018.

VILARONGA, C. A. R; CAIADO, K. R. M. Processos de escolarização de pessoas com deficiência visual. Revista Brasileira de Educação Especial, Marília, v. 19, n. 1, p. 61-78, jan/ mar 2013. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_ arttext&pid=S1413-65382013000100005. Acesso em 13.03.2018.
Publicado
2019-01-14
Como Citar
DE OLIVEIRA CAMANDAROBA, Bruna; OLIVEIRA, Patricia. ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA PARA DEFICIENTES VISUAIS: ANÁLISE BIBLIOGRÁFICA DO PERÍODO DE 2005 A 2017. Pesquisa e Prática em Educação Inclusiva, [S.l.], v. 1, n. 2, p. 183-199, jan. 2019. ISSN 2595-1920. Disponível em: <http://www.periodicos.ufam.edu.br/educacaoInclusiva/article/view/4451>. Acesso em: 16 out. 2019.

Artigos mais lidos do mesmo autor

Obs.: Este plugin requer ao menos um plugin ou relatório de estatísticas para funcionar. Se seus plugins de estatísticas trabalham com mais de uma métrica, por favor selecione uma métrica principal na página de configuração disponível no painel do Administrador e/ou do Gerente do portal.